23/10/2014



INICIATIVA



Os pré-escolares aprendem sobre si mesmos e suas culturas por meio de jogos de faz-de-conta; à medida que encenam diferentes papéis, começam a pensar sobre o tipo de pessoa que desejam tornar-se.


 Os pais que apoiam o senso emergente de finalidade e direção das crianças nesse estágio ajudam os filhos a desenvolverem iniciativa, ambição e responsabilidade social. 

Se os pais são demasiadamente controladores ou exigentes, as crianças podem tornar-se culpadas e reprimidas.

Psicólogo Erik Erikson



PRODUTIVIDADE

Durante os anos escolares, as crianças desenvolvem suas capacidades para o trabalho produtivo, aprendem a trabalhar cooperativamente com os outros e descobrem um senso de orgulho por fazer bem as coisas. 


As crianças em idade escolar precisam de pais que encorajem seu senso de competência e domínio, dando-lhes responsabilidades e oportunidades para usarem suas habilidades

e conhecimento.


 As pessoas jovens que não possuem tal encorajamento podem desenvolver um senso de inferioridade e crer que jamais serão boas em coisa alguma.


Psicólogo Erik Erikson



IDENTIDADE

 Os adolescentes integram o que ganharam nos estágios anteriores em um senso duradouro de identidade; desenvolvem um entendimento de seu lugar na sociedade e formam expectativas para o futuro.


 Eles necessitam de respeito por sua independência emergente. As crianças que não tiveram suas necessidades satisfeitas neste e em estágios anteriores tendem a sentir-se confusas sobre quem são e onde desejam chegar.

Psicólogo Erik Erikson



24/09/2014


Professor  aproveite o seu dia e faça o Teste do F I B 
(Felicidade Interna Bruta) - seja sincero ao responder as questões e você saberá como anda a sua vida (FELICIDADE).

14/06/2014



BUSCA-PÉ

*** As crianças ficam em círculo e uma é escolhida para permanecer no centro, segurando uma corda (cordel) em cuja extremidade prende-se um peso (saquinho de areia) que será o busca-pé. Ao início do jogo, a criança do centro deve girar a corda junto aos pés dos participantes que devem pular não deixando que o busca-pé o toque.
*** A criança que deixar o busca-pé pegá-la, é afastada do jogo. O jogo terminará quando só restar uma criança no círculo, a que será a vencedora.

13/06/2014



 Atar o lenço do Caipira

Desenvolve: agilidade, coordenação motora fina/ampla e orientação espacial.


** Uma cadeira e um lenço colorido para cada equipe. Como para o "Revezamento simples em coluna". ** Sobre a linha de retorno e bem em frente a cada equipe, coloca-se uma cadeira, à qual se amarra, com um lado frouxo, uma fita.
** Devendo cada jogador ir até a cadeira, desatar o laço (ou atá-lo, conforme o caso), deixando a fita sobra o assento, antes de voltar para bater na mão do seguinte. A fita é hora atada ou desatada pelos componentes de cada equipe.
**Constituem faltas, que acarretam a partida, perda de um ponto, além das indicadas pelo revezamento simples: deixar de atar (ou desatar) a fita; dar um laço que não se mantenha firme, até o jogador seguinte chegar à cadeira.
Variação:
* A fita, depois de desamarrada, não é deixada na cadeira, mas trazida na mão e entregue ao jogador seguinte.
* Atrás de cada partido e a 3 m do último jogador, fica outra cadeira. Cada criança corre para o lugar onde a fita está amarrada, desata-a e leva-a para o lado oposto, deixando-a presa em outra cadeira.
* Em variante encontrada no Coréia, cada criança tem uma flor de papel, com barbantes dos lados. Ao chegar a sua vez, amarra a flor numa estaca, a qual, findo o jogo, está coberta de flores.


;;