27 de jun de 2012


Lateralidade
 É o estabelecimento da dominância lateral de mão, pé e olho.
Uma lateralidade bem definida assegura à criança maior facilidade de aprender as posições à direita e à esquerda em relação a seu corpo e da comparação dos objetos entre si.
A aquisição deste conceito, para a aprendizagem da leitura e escrita é de fundamental importância. A falta dele implica em confusão na orientação espacial, podendo apresentar dificuldades tais como:
    - trocas de letras (p-q, d-b) e em palavras (pueijo-queijo, bola-dola);
    - escrita em espelho (5-2, 36-63, casa-saca, 7-f, E-3...); esta dificuldade é notada em crianças canhotas.
- pessoas com dislexia apresentam confusão na área da lateralidade – sei disso por eu mesma ser disléxica, tenho lateralidade cruzada. Ver mais no Link:Lateralidade cruzada 

*Sugestões de atividades*

**Desenvolver, conceitos básicos de direita e esquerda;
**Explorar todos os tipos de exercícios que:
    - envolvam deslocamento para direita e esquerda, (rolar, andar, correr, saltar)...
    - movimento de cabeça, braço, perna, tronco, para a direita e esquerda;
    - relaxamento dos lados direito e esquerdo do corpo;
    - explorar texturas em um lado do corpo, depois do outro;
    - pegar, chutar, jogar bola de um lado e depois do outro, com um lado do corpo, depois com o outro; Ver mais no link: Tarefas lateralidade


Estruturação e organização temporal
É a tomada de consciência da sucessão e periodicidade dos acontecimentos, bem como de caráter irreversível do tempo.
    Na orientação temporal, dedicamos atenções especiais ao ritmo, que auxilia a apreensão de sucessão temporal em termos de duração e intervalo.
 A atividade rítmica desempenha papel fundamental na edificação intelectual e na maturidade das atividades motoras sincronizadas.
    Quando o aluno apresenta dificuldade na orientação temporal geralmente está associada às dificuldades nas estruturas espaciais, refletindo a nível pedagógico, nas dificuldades de ordenação das letras, sílabas e reconstituição de frases, podendo acarretar sérios fracassos na matemática, pois para a realização do cálculo o aluno necessita de pontos de referência, tais como: a noção de fileiras, de colunas, do antes e do depois. 
As atividades para a estruturação e organização do tempo, através do ritmo, favorecem a atenção e memória, exigindo a apreensão atenta da sucessão temporal, em termos de duração e intervalo.

***Sugestões de atividades***

Desenvolver a apreensão perceptiva motora do tempo. Realizar atividades que explorem:
  • Ritmos internos (respiração, pulsação, batimentos cardíacos...);
  • Ritmos externos (simples, fortes, suaves);
  • Ritmos cadenciados (cadencias codificada com diferentes tempos);
  • Acompanhamentos de ritmos (tambor, chocalhos, clavas...);
  • Andar, correr, engatinhar, rolar em diferentes ritmos (ritmo, lento e rápido).
  • Ordenação temporal (antes, depois, agora);
  • Desenvolver o sentido de velocidade do tempo;
  • Ordenar o sentido de duração do tempo, explorar sons contínuos e interrompidos, associados ou não ao deslocamento (andar, correr...).

13 de jun de 2012


***Equilíbrio, postura e tônus: O equilíbrio, o tônus e a postura formam a base essencial da Coordenação Motora Dinâmica Global.
Os exercícios de equilíbrio, tem a finalidade de melhorar o comando nervoso, a precisão motora e o controle global dos deslocamentos do corpo no espaço.

Sugestões de atividades
 - Exercícios de equilíbrio estático (parado) e dinâmico (em movimento), por ex: ficar parado num pé só (ambos os pés, com olhos aberto, fechados...), pular com um pé só (ambos os pés, para frente, para trás, em cima de linhas retas, linhas curvas...), na pré-escola costumo realizar estas atividades utilizando o encosto da cadeira como apoio.
- Movimentos pendulares do corpo, por ex: balançar o corpo de um lado, do outro, num pé só ir para frente, para trás...
- Passar o peso do corpo de um lado para outro;
- Exercícios de relaxamento;
- Subir e descer escadas;
- Pular amarelinha;
- Marchas;
- Pular corda.
** Trabalhar também, o equilíbrio de objetos sobre o corpo, utilizando diferentes objetos em diferentes partes do corpo, de quebra, trabalha esquema corporal. Realizo estas brincadeiras de equilíbrio organizando um percurso onde as crianças deverão percorrer, pode ser até na sala de aula.

10 de jun de 2012

RODAS CANTADAS – JUNINAS


Brinquedos cantados que desenvolvem:
- Dramatização com música;
- Esquema Corporal;
- Lateralidade;
- Oralidade;

SÃO JOÃO
LETRA: Obs: Utilizo a melodia - "Requebra  Requebradinho" para cantar esta música.

Batam palmas, digam: Viva!
Batam com seus pés no chão.
//:Pra dançar balão faceiro não precisa bojo não.://
Sobe, sobe balãozinho,
Sobe bem devagarinho.
//:Sem fazer nenhum barulho que São João está dormindo.://

Como Brincar:
* Crianças em duplas, de frente uma para a outra;
* As crianças cantam, dramatizando a música:
Na 3ª frase, os pares juntam-se e dançam;
Na 4ª frase, voltam à formação inicial, simulando a subida de um balão com os braços;
Na última frase, os pares voltam a dançar.
VARIAÇÃO:
A brincadeira poderá ser realizada com balões. Cada criança com um balão atado no braço direito. Assim o educador estará dando ênfase à lateralidade.

CAPELINHA DE MELÃO
LETRA:
1ª Capelinha de melão
     É de São João
     É de cravo é de rosa
     É de manjericão
2ª São João está dormindo
    Não acorda não.

Como Brincar:
* 1ª parte da música - Formação em círculo, grupos de 4 ou 6 crianças com a mão direita encostando no centro do círculo, imitando uma estrela. Cantam a música, girando e ao terminá-lo, recomeçam, colocando o braço esquerdo para dentro.
* 2ª parte da música – As crianças abaixam-se, com direito sobre o ombro do colega e a cabeça apoiada nele.


8 de jun de 2012

BRINCADEIRAS JUNINAS COM LENÇO


Aqui estão três brincadeiras que criei para serem realizadas nas festividades juninas, estas brincadeiras desenvolvem:
*Coordenação Motora Ampla;
*Coordenação Motora Fina;
*Freio Inibitório;
*Lateralidade;
*Percepção Espacial;

VARAL DE LENÇOS DO CAIPIRA
Material:
- um lenço para cada participante (TNT);
- um rolo de barbante;
- um prendedor para cada participante;
Como Brincar:
* Arrume o barbante esticado como um varal, distância de 5m do lugar onde será a linha de saída dos participantes;
* Organize os alunos em uma fileira (lado a lado), as crianças de posse do lenço e prendedor, ao sinal do apito, todos correm para estender o seu lenço no varal. É vencedor o aluno que voltar primeiro a linha de saída.
1ª VARIAÇÃO:
Dividir a turma em dois grupos, em fila indiana, ao sinal o 1º de cada fila corre e estende seu lenço, volta encosta no 2º da fila, que fará o mesmo e assim por diante até todos participarem. É ganhadora a equipe que terminar primeiro.
2ª VARIAÇÃO:
Um lenço para cada equipe, 1º da fila, ao sinal corre e estende o lenço no varal e volta, vai para o final da fila, o 2º corre e recolhe o lenço e entrega par o 3º estender o lenço e assim segue, até todos participarem. A equipe que realizar a tarefa 1º será a vencedora.

PEGAR O LENÇO DO JOÃO
Material:
- Um lenço para cada participante;
Como Brincar:
# Os participantes de posse de um lenço, prende-o no cós da calça; ao sinal do professor, eles tentam pegar o lenço do colega, protegendo o seu;
# No final, quem conseguir pegar mais lenços será o vencedor;
# O professor deverá delimitar o espaço onde poderão brincar. A cada novo inicio da brincadeira delimite um espaço diferente (vale até tal lugar...), assim, trabalhará a noção espacial.
1ª VARIAÇÃO:
Os alunos que ficarem sem o lenço virarão estatuas ou caipiras robôs (imitar os movimentos). Deste modo, você estará dando ênfase ao desenvolvimento do Freio Inibitório.
2ª VARIAÇÃO:
Pega-pega: a maioria das crianças estarão de posse de mais de um lenço, 3 a 4 crianças sem o lenço tentarão tirar o lenço da cintura dos colegas. Sendo que quem for tirado o lenço, se torna PROTETOR e pega na mão de um colega que tem lenço para ajudar a proteger o lenço. A brincadeira termina quando todos os lenços forem tomados pelos pegadores.

LENÇO JUNINO
Material:
- Um lenço;
Como Brincar:
* Participantes em círculo com as mãos para trás em forma de concha;
* Um participante ficará fora do círculo com um lenço na mão;
* Este entregará o lenço para alguém da roda e foge para não ser pego, tentando chegar ao lugar que ficou vago;
* Quem recebeu o lenço tenta pegar o colega que foge; assim continuará a brincadeira até todos participarem.

Sabendo, que o jogo simbólico (faz de conta) faz parte do universo infantil, sempre ao começar uma brincadeira com os meus alunos, tanto da Pré-escola quanto do 2ºAno, crio uma história referente a brincadeira para dar uma pitada de emoção e durante a brincadeira ajo como uma animadora. Sem contar que brinco como se fosse uma das crianças.    



 Imagem e esquema corporal
O esquema corporal desempenha um papel fundamental no aprendizado da leitura e escrita. O aluno poderá apresentar problemas na sua percepção espaço-temporal que caracteriza dificuldades tais como:
*confundir letras (b-d, p-q, n-u) e até mesmo sílabas nas palavras, por exemplo:     (cabelo-calobe), ou ainda apresentar-se desajeitado, descoordenado, lento e com letra feia.
Podendo apresentar também problemas de comportamento tais como mau humor, agressividade, apatia, que são na realidade, reações negativas de suas inseguranças.

Sugestões de conteúdos e atividades:
* Consciência e Educação da Respiração: Podem ser explorados todos os tipos de exercícios respiratórios onde envolvam inspiração, expiração, ritmos, esforço, movimento.
- DOIS TEMPOS DA RESPIRAÇÃO:
#O ar entra: inspiração – mostrar o nariz (respirar);
#O ar sai: expiração – mostrar a boca (respirar);
-INSPIRAÇÃO NASAL:
  • Alterar inspiração nasal = expiração bucal;
  • Inspiração nasal = expiração nasal;
- CONTROLE DO FÔLEGO:
1º Inspirar e soltar o ar: (contínuo); (descontínuo); (gradativo);
2º Inspirar e emitir um som: vogal (contínuo + ou – tempo); (contínuo + ou – com intensidade);
- CONSCIÊNCIA SEGMENTADA E O RELAXAMENTO:
#Silêncio absoluto; ordens = calmas, meia-voz, lentidão, pausadas:
·       Decúbico dorsal (costas)
·       Decúbico ventral
·       Decúbico lateral
- Contração muscular do segmento durante a inspiração;
- Relaxação do segmento durante a expiração.
 * Conhecimento e consciência das diferentes partes do corpo: Podem ser explorados exercícios que envolvam o corpo nas mais diferentes posições (sentado, deitado, em pé, de joelho, encostado na parede...).
   Trabalhar também exercícios que envolvam segmentos corporais, tais como, exercícios orofaciais (olho, boca e rosto), cabeça, tronco, eixo corporal e membros, e exercícios que envolvam a relação da criança com os objetos, com o mundo e com o outro.      
* Realizar atividades de:
  •  Sonorização: explorar sons diversos: música, cantiga, sons ambientais, corporais...
  • Sensibilidade: explorar o toque, sempre usando objetos intermediários (bola, tecido de diferentes texturas, algodão, lenço perfumado, talco, perfumes,)...
  • Espelhamento: exercício frente ao outro, onde a criança imita o movimento.
  • Liberação da agressividade: explorar objetos de bater, chutar, estourar; expressões de raiva, choro, tristeza, dor, gritar,...

;;