26 de mai de 2012

ATIVIDADES PARA IMPRIMIR
MEIO AMBIENTE
 1º E 2º ANO

PARA BAIXAR CLIC AQUI


Poema 

PROCURA-SE
Procura-se dentro da mata
Um tamanduá dando bandeira
Uma simpática arara azul
E a onça-pintada brasileira

Quem encontrar tais raridades
Da grande lista de extinção
Por favor, deixe-os em paz
Tenha consciência e coração.
(Nana Toledo)

23 de mai de 2012


Uma das atividades, que realizarei com os meus alunos da Pré-escola, na semana em que se comemora o dia Mundial do Meio Ambiente. Atividade que desenvolve Percepção Espacial e Visual, Coor. Motora Fina, conceitos de Matemática e Ciências.

QUEBRA-CABEÇA (4 peças)
*1º passo: a criança pesquisa em revista, figuras da natureza ou ambientes que lhe agrade.
*2º passo: escolhida a figura recortar em forma de retângulo ou quadrado.
*3º passo: guardar as revistas no lugar e organizar o ambiente para o 4º passo.
*4º passo: todas as crianças, de posse de sua figura, deverão dobrar ao meio, juntando todas as pontas da figura e passando os dedos para ficar a marca da dobra (a Profe com seu jeitinho carinhoso ajuda aqueles que tiverem dificuldade). Logo a seguir, dobre novamente fazendo o mesmo processo de antes. Agora, abrir as dobras da figura.
 *5º passo: observar as marcas deixadas pela dobra e recortar onde estão as marcas. Então, a criança percebe que dividiu a sua figura em 4 partes.
  Agora ela tem um quebra-cabeça de 4 peças.
*6º passo: montar o quebra-cabeça da figura colando numa folha A4.
*7º passo: apresentar o seu trabalho para os colegas utilizando-se da oralidade, (podem por ex: criar uma história, descrever a figura).
Obs: o Professor deverá ter uma atitude de problematizador, por exemplo, fazer com que a criança observe a figura quando é inteira, a metade e divida em 4 partes. Sempre questionar para que seus alunos expressem o que estão observando ao realizar esta atividade. Pois, sabemos que a criança aprende de diferentes maneiras, portanto, o Profe. saberá através dos questionamentos quais os conceitos que ela adquiriu com atividade. Bem, a criança ao se expressar colocará em dúvida algum colega, que com certeza, tentará defender sua idéia, sendo assim, um tem a oportunidade de aprender com o outro, através da mediação do Profe, claro.

20 de mai de 2012

INCLUSÃO E A PSICOMOTRICIDADE


 PSICOMOTRICIDADE
Entende-se por psicomotricidade a integração das funções motoras e mentais, comandadas pelo Sistema Nervoso Central.
    A psicomotricidade destaca a conexão íntima dos aspectos afetivos com a motricidade, com o simbólico e com o cognitivo.
    Segundo Piaget, a realização do movimento leva a assimilação, pois favorece a formação das imagens mentais (Pensamento Simbólico), que serão utilizadas quando do ingresso no processo de alfabetização.
 O trabalho de psicomotricidade é um meio prático de ajudar o aluno a dispor de uma imagem corporal operatória, a partir da qual facilitará a sua aprendizagem.
    É pela expressão motora, que é a ação, onde se tem a oportunidade de reparar as questões corporais danificadas, tendo o próprio corpo como referência, um corpo sentido e vivido, que descobre formas de crescer, amadurecer, ser adulto e ser produtivo.
O aluno que apresenta comprometimento nas áreas de desenvolvimento apresenta dificuldades de aprendizagem, necessitando de um atendimento educacional adequado, visando garantir o seu desenvolvimento integral.
    As áreas do desenvolvimento humano, a serem trabalhadas em crianças com dificuldades de aprendizagem abrangem os itens didaticamente distintos como:
*Imagem e Esquema Corporal;
*Lateralidade;
*Estruturação e Organização Temporal – Percepção Temporal;
*Estruturação e Organização Espacial – Percepção Espacial;
*Coordenação Dinâmica Manual – Motricidade Fina (Coordenação Motora Fina);
*Coordenação Dinâmica Global – Motricidade Ampla (Coordenação Motora Ampla);
*Equilíbrio, Postura e Tônus;
*Percepções Sensoriais: Visual, Auditiva, Tátil, Gustativa e Olfativa.
Eu, em particular, adoro ser professora de Ed. Física e Ed. Infantil, pois, sei classificar as brincadeiras e jogos para desenvolver as habilidades psicomotoras em meus alunos. Penso, que todos os professores destas duas áreas, devem dominar os conceitos de psicomotricidade, pois, assim terão noção de sua importância no desenvolvimento dos seus alunos e também na preparação das crianças para a Alfabetização.
O professor de Ed. Infantil e de Ed. Física fazem parte da pedra filosofal do desenvolvimento dos indivíduos. Portanto, eles devem saber o que estão fazendo. Acredito, que a criança com dificuldade de aprendizagem ou com deficiência, terá muitos benefícios com aulas voltadas a psicomotricidade.
Em 2010 trabalhei em uma Classe Especial, atendia  seis crianças, três com  deficiência intelectual, duas com paralisia cerebral e um aluno com dificuldade na aprendizagem (idade de 7 a 12 anos). O meu planejamento para esta turma foi voltado a psicomotricidade, sendo que as atividades, jogos e brincadeiras que realizei com eles fazem parte deste Blog. A psicóloga que acompanhava os meus alunos observou como houve progresso significativo no desenvolvimento deles. Realmente, era impressionante a mudança tanto nas atitudes, quanto no desenvolvimento de muitos conceitos e habilidades.
No entanto, é visível a importância do profissional de educação (PROFESSOR), ter o conhecimento sobre psicomotricidade.



ALUNOS AJUDANDO NA ORGANIZAÇÃO DA ROTINA
Os meus alunos da Pré-Escola aprenderam a ordem alfabética através da problemática como organizar a fila para o lanche e demais atividades do dia.
Foi assim, todos os dias era um problema para organização da fila, pois, todos queriam ser o primeiro para pegar na mão da Profe.
Então, propus o seguinte, vamos seguir a ordem do alfabeto. E o primeiro da fila será o ajudante do dia, uma criança do sexo feminino e uma do sexo masculino serão os ajudantes. Todos concordaram, então fomos em frente ao alfabeto de parede para entender a ordem alfabética.
Surgiu um problema, duas meninas começam com a letra (A). Fiz, caras e bocas, pedindo ajuda para resolver esta situação.
Todos, em frente ao alfabeto de parede tentando achar a solução. Escrevi o nome das meninas na lousa, Ágata e Ana, comparamos a letra inicial e riscamos, então, eles sugeriram comparar a segunda letra, eles observaram que o (G) vem antes do (N) no alfabeto e deram a solução quem vai à frente é a Ágata. E eu, Profe coruja, fiquei com estrela no olhar de tão feliz em perceber que meus alunos são capazes de resolver situações problemas como esta. Eu era apenas uma ouvinte e questionadora das sugestões levantadas pela turma, eles tem de 4 a 5 anos de idade, com tanta autonomia para decidir sobre a organização da turma. 
Resolvida a questão de quem é o primeiro da fila e os demais em que lugares ficarão. Agora é só fazer a fila e cantar “Eu Já sei Entrar na fila” e “Para Ouvir o Som do Mosquitinho”. È uma maravilha trabalhar com crianças organizadas e educadas.
Dias depois, fiz um balanço na árvore, nesta ocasião avaliei o quanto foi significativo para meus alunos à aprendizagem sobre a ordem alfabética.
Feito o balanço, todos queriam ser o primeiro, natural. Então uma das meninas sugeriu que fosse na ordem alfabética, no entanto, um coleguinha que faltou a algumas aulas, não conseguia entender porque ele era o último a se embolar.
Quando vi, cadê meus alunos, só estava no pátio à criança do balanço... Todos estavam em frente ao alfabeto de parede explicando para o colega a ordem alfabética e o motivo dele ser o último.
Gente eu achei o máximoooo!!!
Eu simplesmente levantei um problema e uns proporcionaram a aprendizagem para os outros.
 Isto é o que os meus teóricos favoritos expressam em suas pesquisas.
O conhecimento é construído através da interação do sujeito com o objeto e o meio – socioconstrutivismo – idéias piagetianas e vigotskyanas, que enfatizam a construção do conhecimento numa visão social, histórica e cultural.
Uma vez que, eu educadora tenho a função de propiciar situações para que o meu aluno construa seu sistema de significação, o qual, uma vez organizado na mente, será estruturado no papel ou oralmente.

10 de mai de 2012

MÚSICAS PARA O DIA DAS MÃES

Aqui se encontra uma pequena seleção de músicas com o tema central, Mãe.


(Se alguém não conseguir baixar, crie uma conta no 4Shared, é bem rápido, basta escrever seu e-mail, e crie uma senha de referencia que seja diferente da qual você usa no e-mail . Depois entre no seu e-mail
e clique no link que você recebeu para a confirmação da sua conta e pronto. Faça login no 4Shared usando seu e-mail e a senha criada toda vez que for baixar algo da internet que esteja hospedado nesse servidor).

9 de mai de 2012


 OS NÙMEROS
Objetivos: Conhecimentos Pessoais.
Material: Cartões com números diferentes.
Desenvolvimento: Cada mãe recebe um número que não deve ser mostrado para ninguém.
Dada a ordem, cada uma vai procurar o número igual ao seu e não acha.
Comentam-se as conclusões: a mãe é única e insubstituível.

CUMPRIMENTAR AS MÃES
Participantes: Indefinido.
Tempo Estimado: 25 minutos.
Matéria: Musica animada.
Descrição: Orientador explica ao grupo de mães que quando a música tocar todas deverão mover-se pela sala de acordo com o ritmo da mesma. A cada pausa musical, congelar o movimento e prestando atenção a solicitação que será feita pelo orientador. Quando a música recomeçar atender a solicitação feita.
Orientador pedirá formas variadas de cumprimento corporal a cada parada musical.
Exemplo:
-Com as palmas das mãos;
-Com os ombros;
-Com os cotovelos;
-Com as costas;
-Com os joelhos;
-Com os pés;
Após vários tipos de cumprimento, ao perceber que se estabelece no grupo um clima alegre e descontraído, orientador diminui a música pausadamente, pedindo a cada pessoa que procure um lugar na sala para estarem de pé, olhos fechados, esperando que a respiração volte ao normal. Abrir os olhos, olhar as companheiras e sentar.
Comentar o exercício:
-O que foi mais difícil executar? Por quê?
-O que mais gostou?
-O que pode observar?

JOGO COMUNITÁRIO
Material: uma flor.
Desenvolvimento: os participantes sentam-se em círculo e o animador tem uma flor na mão. Diz para a pessoa que está à sua esquerda: senhora... (diz o nome da pessoa), receba esta flor que o senhora...(diz o nome da pessoa da direita) lhe enviou...
E entrega a flor. A pessoa seguinte deve fazer a mesma coisa. Quem trocar ou esquecer algum nome passará a ser chamado pelo nome de um bicho. Por exemplo, gata. Quando tiverem que se referir a ela, as suas vizinhas, em vez de dizerem seu nome, devem chamá-la pelo nome do bicho.
O animador deve ficar atento e não deixar as participantes entediadas. Quanto mais rápido se faz à entrega da flor, mais engraçado fica o jogo.
Esta dinâmica é muito boa para realizar com as mães da turma.

CASAS DAS MÃES
Tempo Estimado: 40 minutos.
Material: Para essa dinâmica só é necessário um espaço livre para que as mães possam se movimentar.
Descrição: Dividir-se em grupos de três pessoas e deverá sobrar um. Cada grupo terá 2 paredes e uma moradora. As paredes deverão ficar de frente uma para a outra e dar as mãos (como no túnel da quadrilha da Festa Junina), o morador deverá ficar entre as duas paredes.
A pessoa que sobrar deverá gritar uma das três opções abaixo:
MORADORA!!! - Todos os moradores trocam de "paredes", devem sair de uma "casa" e ir para a outra. As paredes devem ficar no mesmo lugar e a pessoa do meio deve tentar entrar em alguma "casa", fazendo sobrar outra pessoa.
PAREDE!!! - Dessa vez só as paredes trocam de lugar, os moradores ficam parados. Obs: As paredes devem trocar os pares. Assim como no anterior, a pessoa do meio tenta tomar o lugar de alguém.
TERREMOTO!!! - Todos trocam de lugar, quem era parede pode virar morador e vice-versa. Obs: NUNCA dois moradores poderão ocupar a mesma casa, assim como uma casa também não pode ficar sem morador. Repetir até observar que há interesse dos participantes.

Conclusão: Como se sentiram os que ficaram sem casa? Os que tinham casa pensaram em dar o lugar ao que estava no meio?
 Sugestão: Quanto menor o espaço melhor fica a dinâmica, já que isso propicia várias trombadas. É muito divertido!!!
Com esta dinâmica as mamães se sentirão como os seus pequenos nas aulas de Ed. Física. Tenho certeza!!!

;;