31 de jan de 2011

ATIVIDADE DE ARTES NA PRÉ-ESCOLA

  LINGUAGEM VERBAL

Na comunicação verbal, a professora deve desenvolver, ao máximo, a história narrada pela criança, pois, esta lhe mostrará e favorecerá a ampliação e perfeição desta linguagem, e ainda, a organização de seu pensamento.
A criança saber contar histórias, relatar fatos e experiências são provas significativas de prontidão para a aprendizagem da leitura.
Na pré-escola, as primeiras dramatizações, devem ser expressões espontâneas ou imitações sugeridas pela professora, por exemplo: de bichos, coisas, pessoas, sons, vozes, etc.
TEATRO DE DEDOCHE – Trabalha a habilidade da linguagem verbal.



Obs: Esta atividade foi realizada por crianças do Pré-A, 4 anos de idade, a dramatização foi de maneira espontânea. Todos gostaram de assistir os colegas, só apresentava o teatro quem queria, de uma turma de 14 alunos, 6 não quiseram participar da apresentação. Eles gostaram muito da atividade e interagiram com os personagens do teatro.
EDUCAÇÃO FÍSICA NA PRÉ-ESCOLA
BRINCADEIRA – O SÍTIO DO SEU LOBATO
OBS: Esta brincadeira foi criada por mim, (Professora Carminha).
OBJETIVO: Desenvolver a motricidade ampla, percepção espacial e temporal.
Material: dedoches de animais: gato, pintinho, peru, cão, galo, vaca e ovelha.
·        Formação em círculo;
·        A professora escolhe sete alunos para usarem os dedoches dos animais;
·        Um aluno, que ficará fora do círculo, a uns 2m de distância, será o ‘lobo’
·        Todos cantam a música do Sítio do seu Lobato, o animal citado na música entra no centro do círculo, cantar a música e rodar até que todos os ‘animais’ escolhidos estiverem dentro do círculo;
·        Ao sinal da professora os ‘animais’ saem do ‘cercado’, círculo, e o ‘lobo’ tenta pegar os ‘animais’;
·        O ‘animal que for pego vai sentar na casa do ‘lobo’, professora determina este lugar;
·        Depois de todos pegos, escolher os alunos que eram ‘cercado’, para serem os ‘animais’;
·        Brincar até enquanto houver interesse.
(Brincadeira criada pela Professora Carmimha)

Canção – SITIO DO SEU LOBATO

Seu Lobato tinha um sítio
Ia, ia, ô
E no seu sítio tinha um cachorrinho
Ia, ia, ô
Era au, au, au pra cá
Era au, au, au pra lá
Era au, au, au pra todo lado
Ia, ia, ô

·        Vaquinha;
·        Gatinho;
·        Pintinho;

24 de jan de 2011

COORDENAÇÃO VISOMOTORA * Jogos

BOLA FUGITIVA
Formação em círculo, lado a lado com os pés afastados e colados aos do vizinho, tronco flexionado e as mãos sobre os joelhos;
No centro do círculo, um jogador com uma bola, ao sinal do orientador o jogador tenta passar a bola pelas pernas dos colegas;
O jogador que deixar a bola passar será eliminado e o círculo irá diminuindo;
Os 3 últimos jogadores serão os vencedores. 
OS CÍRCULOS
    1. Material 3 moedas e giz;
    2. Marcar uma linha no chão, onde ficará o jogador;
    3. Desenhar 3 círculos no chão a uma distância de 4m da linha;
    4. Cada jogador atira as 3 moedas com a intenção de que fiquem dentro do círculo que lhe interessar, se queimar perde a jogada;
    5. Cada moeda que cair dentro do círculo conta ponto para o jogador.
BASQUETINHO
Material 2 bolas iguais;
Crianças divididas em duas colunas;
A primeira criança de cada coluna, de posse de uma bola;
 Duas crianças de mãos dadas, na distância de 1m, farão o papel de “cesta”;
Ao sinal, a 1ª de cada coluna tentará encestar a bola, e assim sucessivamente;
Vence a coluna que terminar primeiro.

22 de jan de 2011

PERCEPÇÃO ESPACIAL – Brincadeiras

FUGA DOS PÁSSAROS
·        Formação em círculo, quatro participantes no centro do círculo;
·        Cantar uma canção, quando terminar a canção os ‘pássaros’ tentam fugir – os alunos do centro – os colegas do circulo tentam impedir.
·        Quando todos fugirem, escolhe outros 4 alunos para serem os ‘pássaros’ e continua a brincadeira.

TRAVESSIA DA FLORESTA
             Orientador marca onde será a floresta, onde ficarão os pegadores (2 pegadores).
             Os alunos tentam passar pela floresta sem serem pegos.
             Os que forem pegos ficarão em um local determinado pelo orientador.
             Termina a brincadeira quando todos forem pegos.

POMBINHA
Os alunos formam um pequeno circulo. No centro fica um colega.
Dado o sinal, o jogador do centro do círculo dirá as seguintes palavras: “A POMBINHA FOI AO MATO. QUANTAS PENAS ELA LEVA?” Os colegas respondem uma quantia ex: “ELA LEVA 23”. A seguir contará os colegas até o nº 23 que recairá num aluno do círculo, que será a ‘pombinha’. Nesse momento todos fogem, perseguidos pela ‘pombinha’ até que ela pegue alguém. E este será o novo contador para escolher a ‘pombinha’.

21 de jan de 2011

EQUILÍBRIO – Brincadeiras

TAREFAS 

             * Atividades de olhos abertos e depois de olhos fechados:
Apoiar-se em um pé só por 10 segundos e depois com o outro pé;
Agachar na ponta dos pés com os braços abertos;
Andar sobre uma linha reta;
Equilibrar objetos na cabeça (livro, saquinho de areia, etc);
Tonicidade: imitar – O Incrível Hulk, um bêbado, um boneco de madeira, etc;
Estátua em posição, determinada pelo professor.

BRINCADEIRAS: 

O MODELADOR

·        Andar aos pares pela sala, ao som de uma música;
·        Ao sinal de palmas, um colega da dupla será o modelador, que modelará o corpo do colega, por ex: toca no braço do colega, a partir deste momento o colega fica com o braço imóvel;
·        Ir tocando o colega e imobilizando;
·        Depois trocar de par, o outro colega será o modelador.

SACI LUTADOR
             Formação em círculo, dois alunos no centro, cada um com um balão atado na cintura, em suas costas. Os dois mantendo-se em um pé só tratam de tirar o balão um do outro. O que conseguir tirar o balão primeiro escolhe outros colegas para irem ao centro. 

VEJA MAIS NO LINK ABAIXO:
Equilíbrio, Postura e Tônus 

20 de jan de 2011

LATERALIDADE – Tarefas

TAREFAS
  1. Colocar 3 objetos coloridos na mesa: azul, vermelho e verde; trocá-los da esquerda para a direta.
  2. Descrever um círculo no ar com o braço direito, repetir com o esquerdo.
  3. Automatização (direita/esquerda): 1 batida de tambor, pé direito; apito pé esquerdo. Executar ordem: levanta pé esquerdo, feche mão direita (criatividade do professor).
  4. Dissociação (direita/esquerda): bater a bola com a mão direita dizendo: direita, direita... Balançar o braço direita depois o esquerdo. 
JOGOS

BATATA QUE PASSA
             Crianças em círculo, uma de posse de uma bola que passará da direta para a esquerda, enquanto todos cantam:
Batata que passa, passa
Batata que já passou
Quem está com abatata
Coitadinho já dançou
             Ao terminar de cantar, quem estiver de posse da bola, dançará no meio da roda.

TARTARUGA E O COELHO
             - Duas bolas de cores diferentes;
             - Crianças em círculo, uma de posse das bolas, ao sinal a criança que tem as bolas passa uma bola para cada colega do lado, enquanto os colegas gritam: “Corre, corre tartaruga que o coelho já vai te pegar”.
            - A criança que for pega com as 2 bolas na mão vai para o centro da roda, continua o jogo  até ficar somente dois jogadores.

JOÃO PALMADA
·        Roda, um aluno de fora da roda o “João”;
·        Ao sinal o “João” sai correndo e dá uma palmada em um colega que deverá correr pelo lado contrário;
·        Quando eles se encontrarem o colega cumprimenta o “João”: Bom dia! E corre para chegar primeiro ao lugar vago.
·        O que ficar de fora será o “João”, assim continua o jogo.
            

19 de jan de 2011

MEMÓRIA VISUAL – Jogos

DESAPARECEU ALGUÉM

             Os alunos sentam-se em círculo, 2 colegas saem da sala. Um dos colegas que ficou na sala se esconde atrás de algum móvel. Chamar os dois que saíram da sala, eles terão que notar que alguém desapareceu, quem primeiro acertar o nome do desaparecido ganha 1 ponto. O aluno que não acertou torna a sair com o que estava escondido. Durante este tempo, os outros trocam de lugar e um outro se esconde e o jogo recomeça.

JOGO DOS ABJETOS COBERTOS

             Colocar no chão, diversos objetos (bola de gude, cubos coloridos, pedrinhas, tampinhas, pecinhas de jogos...), devidamente cobertos por uma toalha. Descobrir o conjunto durante um minuto, depois cobri-lo novamente e os alunos terão cinco minutos para organizar a lista de objetos que viram, poderá ser por escrito ou oral. Cada observação certa vale 2 pontos.

DESENHO CEGO

             Alunos divididos em duas equipes, dividir o quadro verde em dois. Solicitar um aluno de cada equipe de olhos vendados, faça um traço do desenho de uma casa ou outros quaisquer, após, estes alunos retiram a venda e passam-na para outro colega da equipe, que visualizará o traço feito,  colocará a venda nos olhos e dará continuidade ao desenho. Vence a equipe que melhor representar o desenho. 

CONCURSO DE DESENHO

             Divide-se a turma em duas equipes ou em quantas forem as colunas de carteiras. Dividir o quadro verde em tantas partes iguais a quantas forem as equipes. Os alunos de cada equipe, ao sinal dado pelo professor (palmas ou já) correm ao quadro, com giz na mão, no local destinado a sua equipe, inicia um desenho de um tema escolhido pelo professor, até ouvir o sinal de cessar. Volta ao seu lugar e entre o giz ao seguinte que deverá prosseguir. Vencerá a equipe que no final do desenho a turma achar mais bonito. O julgamento pode ser feito por voto.

18 de jan de 2011

PERCEPÇÃO VISUAL - Brincadeiras

ESTOU VENDO UMA COISA

- Crianças espalhadas pela sala;
- Animador diz: "Estou vendo uma coisa amarela."... Os alunos tentam adivinhar o que  o animador está vendo, quem acertar, continua a brincadeira.
VARIAÇÃO: material do que é feito o objeto, pela forma, pela letra inicial, etc.


VAI ACHAR
* Crianças em círculo;
 * Uma criança escolhida aponta para um colega e lhe diz: “Sua amiga está usando uma fita no cabelo, sandália rosa, trá-lá-lá.”
* Com está descrição o colega escolhido deverá encontrar sua colega;
* Outro colega continua a brincadeira, dizendo as características de outro colega.

CORRIDA DE SAPATOS
- Dividir a turma em dois grupos, em fila um ao lado do outro, separar o grupo por uma corda;
- Todos os componentes tiram seus calçados, que são enfileirados a uns 10m de distância;
- Ao sinal do orientador, todos os competidores saem pulando num pé só, ao encontra seu par de sapatos e calça-los, volta pulando até o lugar de seu grupo;
- Cada aluno que voltar ao ponto de partida, sem troca de calçado, marcará um ponto para o seu grupo.

BERLINDA
·        Uma criança fica afastada dos colegas, em lugar chamado BERLINDA;
·        Outro colega escolhido pergunta a três colegas do grupo;
_ Por que a ‘fulana’ está na BERLINDA? (as colegas deverão citar detalhes sobre a colega que está na BERLINDA).
EX: _ Porque está de sapato.
       _ Porque está tem uma blusa rosa.
       _ Porque está usando brincos.
·        Concluído os depoimentos, chamar a colega da BERLINDA e relatar todas as coisas que disseram sobre ela;
·        A colega que estava na BERLINDA escolhe a resposta que lhe agrada e diz:
_ Vai para BERLINDA aquela que falou que estou de sapato.
* Este é o aluno que vai para a BERLINDA.


17 de jan de 2011

CÃES E GATOS
- Dividir a turma em 2 grupos, separados a 2m um grupo do outro, em posição de quatro apoios;
- Um grupo será os ‘gatos’ e o outro os ‘cães’;
- Ao sinal do professor: ‘cães’, estes perseguem os ‘gatos’; se o contrario diz ‘gatos’ estes que perseguem.
OBS: quem for tocado pelo do outro grupo passa a ser do grupo e pega os outros.

O ASTRONALTA DISTRAIDO
* Riscar círculos no chão, de modo que fique um participante sem círculo.
* Quando o orientador gritar ‘ESTRELAS’, os participantes devem correr para ocupar um círculo;
* O que não conseguir um círculo será o que gritará, “UNIVERSO”, todos os participantes saem correr pelo pátio.
* Ao sinal ‘ESTRELAS’, todos voltam para os círculos.

ARREBATA O BALÃO
- Um aluno com um balão, cheio, preso no cinto;
- Ao sinal do professor, os colegas o perseguem para tirar-lhe o balão;
- Quem conseguir pegar o balão, prende-o no cinto e continua a brincadeira.

LENÇO ATRÁS
* Sentados em círculo, um colega do lado de fora do círculo segurando um lenço;
* O aluno de posse do lenço anda em volta do círculo e deixa cair o lenço atrás de um colega, este sai correndo atrás dele, que deverá ocupar o lugar vago;
* O aluno de posse do lenço continua a brincadeira. 

PARA VER MAIS ATIVIDADES CLIQUE NOS LINKS ABAIXO
Atividades (parte 1) 
Atividades (parte 2) 
Atividades (parte 3) 

16 de jan de 2011

A INFÂNCIA E AS BRINCADEIRAS

A INFÂNCIA E AS BRINCADEIRAS
Professora Carminha


          A criatividade e a brincadeira são essenciais para o desenvolvimento humano, sendo atividades naturais nas quais as crianças se envolvem espontaneamente. E através da criatividade e da brincadeira, viajam em reinos arquétipos e místicos, experimentando novos papéis, relacionamentos e estruturas sociais, além de se envolverem em diálogos simbólicos com as tendências e movimentos da história. Assim, tornando a vida um mistério a ser apreciado.
          Durante os primeiros anos, as crianças se envolvem na “brincadeira da incorporação”, explorando seus sentidos, fazendo sons, ritmos, marcas e movimentos, começando a imitar e se relacionar com brinquedos e objetos à sua volta e criando história. Uma vez que estão desenvolvendo habilidades de interagir simbolicamente e começar a entender o seu meio, sendo comum a criança se apegar a um determinado brinquedo, cobertor ou paninho, significando um símbolo de segurança, amor ou amizade.
          Constata-se, portanto, que através da brincadeira, a criança aprende, cresce e se desenvolve.
         

12 de jan de 2011

PERCEPÇÃO AUDITIVA – Jogos

BOM  DIA (Boa Tarde)
     Alunos em círculo, de mãos dadas, no interior um colega de olhos vendados.
     O círculo rodará para a esquerda ou para a direita. O jogador do centro bate os pés e todos param. Ele apontará para círculo e o indicado dirá: Bom  Dia. O do centro terá que reconhecer pela voz, dizendo seu nome.
     Em caso de erro em o direito de apresentar mais dois nomes. Acertando será substituído pelo jogador indicado, e assim seguirá o jogo.
VARIAÇÃO – tentar reconhecer os colegas tateando-lhes o rosto.
     Um jogador de olhos vendados e outro com uma sineta, os dois dentro do círculo, o jogador da sineta bate-a e o de olhos vendados tenta pega-lo.



O QUE CAIU, E ONDE?
Alunos divididos em duas equipes, uma de números pares e outra ímpares.
Colocar o círculo em ordem numérica crescente.
Todos de olhos vendados, o orientador deixa cair um chocalho e chama a atenção para o som que produziu, quando o chocalho cair novamente ele chamará dois alunos um de cada equipe, ex: o 3 e o 10, que deverão com os olhos vendados, sair do círculo e procurar o chocalho.
Nesse momento todos retiram a venda para acompanhar o trabalho realizado pelos colegas.
Quem encontrar o chocalho primeiro ganha 1 ponto para sua equipe.




APROXIMAÇÃO SILENCIOSA

     Alunos em círculo sentados, no centro um aluno de olhos vendados.
     O professor aponta para um dos alunos, que se levanta e vai silenciosamente, em direção ao que está de olhos vendados, este ao perceber algum movimento estende o braço em direção de onde pensa que o outro está.
     Aquele que conseguir tocar sem ser percebido substituirá o de vendas nos olhos.
     Obs: Não é permitido pular para chegar mais depressa junto ao colega de olhos vendados.

VEJA MAIS NO LINK ABAIXO
Cognição e Percepção Auditiva

11 de jan de 2011

COORDENAÇÃO MOTORA - Jogo

QUATRO CORES

 O azul não se encosta ao azul, o verde não se encosta ao verde. Com esse jogo, a turma aprende a planejar e a corrigir.

- IDADE: A partir de quatro anos.

- O QUE DESENVOLVE: Capacidade de planejamento e de análise de erros e coordenação motora.

- COMO FAZER: Em uma folha de papel, faça o contorno de uma figura qualquer - um objeto, um animal ou uma forma geométrica. Divida-a aleatoriamente. Para os pequenos de quatro a seis anos e para os iniciantes de 7 a 10, faça até dez subdivisões para não dificultar muito. Quando sentir que os alunos maiores já dominam a atividade, aumente as subdivisões ou deixe que criem as próprias figuras.

- COMO JOGAR: O jogo é individual. Cada aluno recebe quatro canetas hidrocor ou lápis de cores diferentes e a folha com a figura desenhada. Os pequenos podem trabalhar com giz de cera grosso, pintura a dedo e colagem de papéis ou de tecidos. O objetivo é colorir a figura usando as quatro cores sem deixar regiões vizinhas da mesma cor. Áreas limitadas pelo vértice podem ter tonalidades iguais. Se a criança não conseguir completar a figura, dê a ela a oportunidade de repintar algumas áreas.

- VARIAÇÃO: É possível trabalhar em duplas. As crianças têm de encontrar
juntas uma solução para o desafio.

 

5 de jan de 2011

ATIVIDADES
Preparação:
Um ambiente amplo com colchonetes ou toalhas distribuídas pelo chão, uma para cada participante.
Músicas lentas ou sons da natureza.
É importante que as crianças se sentem à vontade, relaxadas e descontraídas.

1) EXPLORAÇÃO DO ESPAÇO
Caminhar lentamente, à vontade, de diferentes formas pela sala ao som da música.
Incentivar os participantes para:
  • Caminhar em diferentes planos: baixo, médio, alto;
  • Caminhar tentando perceber tudo o que tem na sala (parar a atividade e descrever o que perceberam);
  • Caminhar de olhos fechados, devagar, tentando não “atropelar” ninguém;
  • Caminhar olhando para um colega, até que ele perceba. Quando isto acontecer, olhar para outro colega (não toque nesta atividade);
Obs: Atividades feitas em silêncio, ouvindo o som da música e o som do deslocamento dos participantes.

2) DETETIVE
Livres pela sala, cada um escolhe um colega para observar, sem o outro saber.
O observado deve ser visto sempre de frente, pelo observador. Ao sinal da professora, escolher outro colega para observar.
Ao sinal de um apito, todos correndo deverão tocar na cintura do colega que observou.

3) BONECO
Em duplas, um é o boneco e o outro é o dono do boneco.
O boneco fica de pé o mais relaxado possível e o dono do boneco ‘explora’ todos os tipos de movimentos possíveis de todas as partes do corpo do boneco. Ex: movimentos dos braços, fazer o boneco sentar, deitar, quadrupedar, ajoelhar...
Após alguns minutos o boneco troca de função com o dono.

4)ESPELHO
Dois a dois, um de frente para o outro, começar colocando as mãos de um contra as do outro, tocando-se.
Um conduz (conforme combinação prévia) os movimentos, e o outro repete seguindo os movimentos como se fosse um espelho.
Podem ser realizados quaisquer movimento como flexões, inclinações, extensões em plano alto, médio e baixo (trocar as funções entre si).

5)CONDUZIDO
Duplas, um atrás do outro.
O colega da frente fica de olhos fechados, bem relaxado. O colega de trás conduz o da frente pelo ombro, para diferentes lugares da sala e em várias direções e sentidos.
O da frente deve relaxar e deixar-se levar, procurando perceber o movimento que o colega deseja que ele faça.

6)SOLTURA
Em duplas, um de frente para o outro.
Um dos colegas flexiona o tronco, com as pernas afastadas, o mais relaxado possível.
O outro colega começa a balançar partes do corpo do colega em posição de tronco flexionado: balança o braço direito, esquerdo, mão, cabeça, tronco.

7)DESCOBERTA
Todos deitados à vontade no chão da sala, olhos fechados.
Ao som de música lenta, relaxar bem e começar a se movimentar devagarinho da forma escolhida (caminhando, rastejando, engatinhando...), na sala, sem abrir os olhos.
Andar pela sala e procurar identificar pelo toque quem vai encontrando.

8)ENTRAR NA FIGURA
Duas crianças escolhidas criam uma ‘figura’ com o corpo.
Uma terceira criança passa por dentro da ‘figura’, por cima, se possível entra na figura, colocando-se a ela (da forma criada por ela).
Uma 4ª criança entra na figura, toca-a e se cola na mesma e assim por diante.
Esta figura pode se movimentar, se modificar, sem as crianças se soltarem.

9)FIGURAS GEOMÉTRICAS
Em grupos, cada grupo forma com seu corpo, uma figura geométrica.
O professor dá um sinal e diz triângulo-circulo, neste momento o grupo do triângulo toma a forma do circulo dentro do circulo e depois volta a forma original.

10)VIVENDO O BEBÊ
Cada participante deitado em posição de feto, dramatiza:
·        A criança ao nascer;
·        As posições e movimentos que a criança realiza nos primeiros dias;
·        Os ensaios do rastejar, engatinhar;
·        Os ensaios do caminhar e do subir escadas, do corre...

     12)MATERNIDADE
     Dois a dois, um representa o bebê e o outro o pai ou a mãe.
     Dramatizar situações de convívio na relação mãe/pai e criança: cuidados com higiene, amamentação, sono do bebê...

;;